Quais as conseqüências reais do El-Niño?
3 de novembro de 2015
Gisele Loeblein: cadastro ambiental em ritmo lento no RS
5 de novembro de 2015

Estudo da CNT afirma que 57,3% das rodovias possuem deficiência

Nesta quarta-feira (04.11) a CNT, divulgo a pesquisa de Rodovias, que percorreu e avaliou mais de 100 mil quilômetros de rodovias pavimentadas por todo o país, um acréscimo de 2.288 km (2,3%) em relação à Pesquisa de 2014. Esse marco demonstra ainda mais a relevância do estudo, tornando-se a cada ano uma referência ainda maior para o setor de transporte, para o governo e para vários segmentos da sociedade.

Da extensão total avaliada nessa 19ª edição, 57,3% apresentaram algum tipo de deficiência no estado geral (que inclui a avaliação conjunta do pavimento, da sinalização e da geometria da via), sendo que 6,3% estavam em péssimo estado, 16,1% ruim e 34,9% regular. Possuem condições adequadas de segurança e desempenho 42,7%, que tiveram classificação ótimo ou bom no estado geral.

Já em relação ao pavimento, foram identificados 48,6% da extensão com algum tipo de deficiência. A sinalização apresenta problemas em 51,4% da extensão avaliada, e a geometria da via em 77,2%. Os problemas das rodovias brasileiras tornam-se ainda mais graves com a constatação de que 86,5% dos trechos avaliados apresentam rodovias simples de mão dupla.

http://www.agrolink.com.br/culturas/arroz/noticia/estudo-da-cnt-afirma-que-57-3–das-rodovias-possuem-deficiencia_343617.html