HISTÓRIA DA ASSOCIAÇÃO DOS ARROZEIROS DE ALEGRETE

Fundada em 17 de dezembro de 1985 por uma comissão provisória de arrozeiros, liderados pelo produtor Manuel Barreiro Ferreira, já falecido, a Associação dos Arrozeiros de Alegrete, foi filha emancipada da então Associação Comercial e Industrial de Alegrete, presidida na época, por Breno Pinheiro Prates. Sua constituição oficial se deu com a publicação do Estatuto Social no Diário Oficial de 08 de setembro de 1987, aprovado pela diretoria recém eleita em 24 de agosto deste mesmo ano. Nesta data, foi conduzido ao cargo de presidente, Breno Pinheiro Prates; tendo como companheiros de diretoria Darci Tólio como vice-presidente; Manoel Barreiro Ferreira, conselheiro sem pasta; Gabriel Pozzebom, conselheiro das finanças; Nero Varalo, conselheiro secretário; Gilberto Pilecco, conselheiro de programação e eventos; e José Alberto Ramos, conselheiro técnico. Como suplentes: Ernani Rossi, José Paulo Prates, Eurico Bolson, Luiz Olindo Martini e Hernani Posser. No Conselho Fiscal: Fredolino Temp, Darcy Cazarotto e Marco Antonio Tirelli, tendo como suplentes: José Leonardi, Ilo Couto e Darcio Ceolin.

Gestão que ficou marcada pela idealização e realização da 1º Abertura da Colheita do Arroz, em 19 de março de 1988, evento inédito no Brasil, consagrado um dos maiores acontecimentos da orizicultura, ainda nos dias de hoje, e pelo chamamento às entidades arrozeiras constituídas para a formação, em 1989, da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul – a FEDERARROZ.

Para comemorar os 20 ANOS DE ASSOCIAÇÃO (17 DE DEZEMBRO DE 1985 – 17 DE DEZEMBRO DE 2005) a diretoria capitaneada pelo engenheiro Agrônomo Cleomar Ereno, homenageou 20 vinte personalidades que contribuíram para a construção da entidade e para incentivadores das atividades orizícola do Estado. 

Especialmente para esta premiação, foi criado o troféu “O TAIPEIRO do ALEGRETE”, confeccionado em metal bronzeado, com acabamento em ouro velho, base de granito preto e placa de metal com acabamento em prata velho. E ficou Institucionalizado como troféu desta Associação.

As diretorias que se sucederam tiveram à frente lideranças como: Darci Tólio, Luis Olindo Martini, Moisés Nemitz, Marco Antonio Tirelli, Arsênio Simões da Silveira, Cleomar José Guerra Ereno, Gilberto Pilecco, Henrique Osório Dornelles e, atualmente, Elio Farenzena, todos trabalhando para a congregação dos produtores de arroz de Alegrete, defendendo os interesses sociais, financeiros, econômicos e políticos da classe, além de promover o aperfeiçoamento técnico das lavouras orizícolas.

taipeiro