Agronegócio representa 66% das exportações do RS
12 de fevereiro de 2016
Oficinas do Senar-RS na 26ª Abertura Oficial da Colheita de Arroz
13 de fevereiro de 2016

Preços mundiais do arroz flutuantes em função de políticas comerciais

Em janeiro, os preços mundiais mostravam dificuldades para afirmar uma tendência geral. Na Tailândia, os preços estiveram mais firmes, assim como na Índia e no Paquistão, devido à escassas disponibilidades exportáveis. Por outro lado, os preços baixaram novamente no Vietnã e nos Estados Unidos, procurando reativar as vendas externas.

No Mercosul também os preços de exportação seguem caindo por causa da revalorização do dólar frente às moedas nacionais. Os preços mundiais começaram este ano no mais baixo nível desde a crise de 2008, mas a tendência poderia se reverter com o retorno dos grandes importadores mundiais.

Condições climáticas desfavoráveis e contração das áreas arrozeiras, por causa de baixos preços, impactam negativamente a produção mundial e reativaram a demanda de importação. Por enquanto, as previsões de comércio mundial indicam um nível comparável a 2014, em torno de 45,5Mt, mas este pode ser revisto nos próximos meses.

Em janeiro, o índice OSIRIZ/InfoArroz (IPO) caiu apenas 0,8 pontos a 181,3 pontos (base 100 = janeiro 2000) contra 182,1 pontos em dezembro. No início de fevereiro, o índice IPO se mostrava mais firme em 184 pontos.

http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/graos/168706-precos-mundiais-do-arroz-flutuantes-em-funcao-de-politicas-comerciais.html#.Vr3d5vkrIdU