safra
Safras volumosas e preços menores reduzem fome no mundo
7 de julho de 2014
mosaico
Mosaico do agronegócio
7 de julho de 2014

Raças hereford e braford são referência em qualidade da carne e ganho de peso

15776489

Especialistas e criadores garantem que acabamento de carcaça e precocidade são carro chefe das raças

Quando o tema é produtividade e qualidade da carne entregue, é importante que o pecuarista se atente não só ao manejo correto, mas também à raça em questão. Toda semana o Giro do Boiexibe uma série especial: Raças Bovinas, que avalia os pontos positivos e negativos de cada raça, além de fazer um balanço dentro do mercado pecuário. Nesta semana, o tema foram as raças Hereford e Braford.

O hereford, raça britânica que veio para o Brasil há mais de 150 anos, é destaque na região Sul do país e serve de base de cruzamento para outra raça importante. O braford, que vem do cruzamento do hereford com raças zebuínas, garante que a raça se adapte ao clima tropical do Centro-Oeste brasileiro.

Segundo Alfredo Drissen, da Associação Brasileira do Hereford e Braford, as raças são ótimas opções para quem busca uma carne de qualidade excelente e um novilho precoce com carcaça pesada.

– Não existe raça perfeita, mas são raças que tem muitas qualidades. São raças que conseguem se adaptar muito bem em diversos climas, regiões e culturas – explica Alfredo.

Por ser uma carne que apresenta nível de excelência em sua carne, as raças são algumas das selecionadas a dedo para fazer parte do corte especial da JBS, o Swift Black.

Para Gedeão Avancini Pereira , coordenador técnico da ABHB, o braford veio pra possibilitar a melhor adaptação da espécie hereford (que apresenta alto nível de produtividade) no clima tropical brasileiro. A precocidade do acabamento de carcaça e qualidade da carne é o carro chefe da raça.

– O herford, nas condições de clima temperado, produz de 300g a 400g a mais por dia do que um gado de cruzamento aleatório. Ele é de vital importância para o mercado pecuário brasileiro – conclui Gedeão.

Gedeão ainda afirma que a questão principal das raças é a importância no sistema produtivo brasileiro, em busca da qualidade, precocidade, eficiência de ganho de peso (tanto a campo quanto em confinamento).

Fonte: RURALBR