Sucessão familiar no campo começa a vencer tabus

10/06/2015 Off Por AAAlegrete

Por: Nestor Tipa Júnior

Na avaliação do consultor Francisco Vila, há mais integração entre pais e filhos

A noite de terça-feira na oitava edição da Semana Arrozeira teve como tema a sucessão familiar. O público compareceu ao CTG Farroupilha, em Alegrete (RS), para ouvir a palestra do consultor internacional e especialista na área, Francisco Vila, que apresentou um cenário geral de como hoje as famílias no campo estão lidando com o tema.

Segundo Vila, não existe uma receita de como trabalhar a sucessão familiar nas propriedades rurais, pois cada negócio familiar tem suas especificidades. O consultor deixou claro que o processo não tem nada a ver com a partilha de herança quando o patriarca da família morre. “A sucessão é a organização do processo e a modernização contínua para manter o negócio vivo daqui há 20 anos. E para isso preciso da experiência da geração mais antiga e o conhecimento da geração mais nova que está saindo das escolas técnicas e das faculdades com o aprendizado de novas tecnologias para fazer mais com a terra que nós temos”, destaca.

Na visão de Vila, o Brasil está à frente de muitos países pelo mundo onde a distância de idade entre os mais velhos e os mais jovens é maior. Lembra também que não necessariamente os filhos serão os sucessores do negócio familiar. “O Brasil está muito bem posicionado porque a população aqui não é tão velha como em outros países. O assunto está batendo à porta. Muitos proprietários estão na faixa dos 55 a 60 anos e estão em plena forma, mas não tem ainda a capacidade de incorporar as novas tecnologias. Para isso tem os jovens, seja o filho, sobrinho ou filho do vizinho ou profissional. Sucessor é aquele que vai assegurar a continuidade do negócio”, observa.

Quanto ao tabu sobre o assunto, o consultor avalia que hoje é cada vez menor por causa da diversidade de fontes de informação sobre o assunto. E reforça que o processo sucessório se trata de uma transição em que o proprietário dos negócios começa a pensar como vai estruturar sua vida e incorporar seus filhos à gestão. A programação continua nesta quarta-feira, dia 10 de junho, com o debate sobre estradas rurais, que contará com a participação do secretário dos Transportes do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen, e a secretária do Meio Ambiente, Ana Pellini.