Um projeto silencioso, mas firme e forte

13/03/2014 Off Por Luciane Veiga

Objetivo das lavouras é alcançar produtividade média de 12 toneladas por hectare na Fronteira-Oeste e na Campanha do RS

Está surgindo, silenciosamente, nas lavouras de arroz de ponta da Fronteira-Oeste e da Campanha, o que se pode chamar, pioneiramente, de Projeto 12, ou seja, a busca de uma produtividade de 12 toneladas de arroz por hectare nas lavouras que usam novos cultivares, desenvolvidos pelo Irga, e a melhor tecnologia já criada para o setor. A tradicional produtora de arroz Estância Guatambu, que ajudou a desenvolver o Projeto 10, há 10 anos, em Dom Pedrito, iniciou a colheita deste ano com uma produtividade acima das 10 t/ha, usando as variedades Putiá Inta-CL e Guri, e se prepara para buscar as 12 t/ha nas próximas safras. Está havendo uma mudança no mercado internacional do arroz, com a China se tornando grande comprador, e isso beneficiará o Brasil, que pode, e deve, aumentar sua produção.

http://www.planetaarroz.com.br/site/noticias_detalhe.php?idNoticia=12638