Arroz (Mercado)

Podcast
Minuto da Prosa

Cotação

Cotação do arroz

Previsão do tempo

Clima em alegrete

Arroz gaúcho apresenta estabilidade no final de julho

Arroz gaúcho apresenta estabilidade no final de julho

A decisão do governo federal com os leilões não deverá gerar sobressaltos ou afetar a normalidade do mercado

O mercado rizicultor tem apresentado estabilidade nos preços durante os últimos sete dias no Rio Grande do Sul, o maior produtor nacional. A cotação média atual é de R$ 34,28 por saca de 50 quilos de arroz em casca, apresentando acréscimo de 2,5% em 30 dias, quando valia R$ 33,44 por saca.

De acordo com o analista de SAFRAS & Mercado, Eduardo Aquiles, esta estabilidade atual é influenciada pelo fato do governo divulgar a realização de leilões de venda dos estoques públicos para conter a alta nos preços. “Existe a clara intenção de conter a inflação por meio destes leilões”, frisa. “E, por conseqüência, eleva a pressão sobre os preços internos”,
completa.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) irá leiloar 50,1 mil toneladas de arroz em casca dos estoques públicos na terça-feira, dia 06 de agosto. O produto está depositado no Rio Grande do Sul. No aviso 122, serão ofertadas 43,713 mil toneladas. No aviso 123 são mais 6,434 mil toneladas.

A decisão do governo federal não deverá gerar sobressaltos ou afetar a normalidade do mercado. Essa é a posição da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz). Em reunião na tarde da terça-feira, na Farsul, em Porto Alegre (RS), momentos antes da posse do presidente Henrique Dornelles, a entidade analisou o tema e concluiu que a dimensão da oferta e o fato de tratar-se de cereal de safra antiga (2007/08)
não devem alterar o perfil da comercialização atual, de cotações estáveis no Estado.

Embora não haja necessidade técnica, existia a expectativa de intervenção governamental há mais de 60 dias. Dornelles, que esteve reunido na segunda-feira com representantes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em Brasília (DF), considera que a posição de ofertar estoques é meramente política. “O argumento fundamental do governo é o esforço para conter a
inflação”, corrobora.

por Rodrigo Ramos / Safras & Mercado

Sancionada Lei de autoria do Delegado Zucco que permi...
Aprovado projeto do Delegado Zucco para construção de...
Henrique Dornelles é confirmado Presidente da Câmara ...
© 2024 - Associação dos Arrozeiros de Alegrete - Todos os direitos Reservados